Fundação SM Brasil

Ouvir texto

Em 2011, nascia na região da Catalunha, na Espanha, o programa Lecxit, uma experiência bem-sucedida de voluntariado para a promoção da leitura. Resultado de uma parceria entre a Obra Social “La Caixa”, a secretaria de educação local e a Fundação Jaume Bofill, o programa articula diversos agentes da sociedade, estabelecendo vínculos e ampliando a ideia de que todos são responsáveis pela educação das crianças de um território.

Cinco anos depois, a Fundação SM, por meio de uma parceria com a Comunidade Educativa CEDAC, traz e adapta o projeto para o Brasil e vai desenvolver o programa Myra – Juntos pela Leitura.

Nessa jornada de transposição da experiência do Lecxit para a realidade brasileira, o primeiro desafio foi a criação de um nome que refletisse a essência do programa e fosse representativo da cultura nacional. De origem Tupi, “myra” remete a grupo, gente, pessoas, e concentra valores fundamentais para o programa, como integração, coletividade, relações, desenvolvimento e horizontes.

A partir do estímulo à atuação conjunta da escola, de voluntários e da família, o programa Myra pretende contribuir para melhorar cada vez mais o desempenho leitor de estudantes, de 4º a 6º anos, do ensino fundamental, de escolas públicas brasileiras.

O programa parte do pressuposto de que a leitura é um importante caminho para o conhecimento de si e do mundo, além de configurar uma prática social capaz de ampliar as possibilidades de ação e intervenção no mundo ¬– entender o mundo, entender-se no mundo.

Ouvir texto

Acesse os materiais de apoio do programa Myra.

Voluntários,

Ouvir texto

Fundação SM

A Fundação SM é uma instituição sem fins lucrativos, que tem como missão contribuir para o desenvolvimento integral das pessoas por meio da Educação. Suas ações são norteadas por quatro pilares: Formação e valorização dos professores; Fomento à leitura e à produção literária; Apoio a projetos socioeducativos; e Apoio à pesquisa educacional.

Saiba mais sobre a Fundação SM em nosso site e nas redes sociais.

Siga, curta e compartilhe!
A EDUCAÇÃO NOS MOVE.

Ouvir texto

Leia as respostas às perguntas mais frequentes sobre a estrutura e funcionamento
do programa Myra.

1. Quem promove o programa Myra?

O programa Myra é uma iniciativa da Fundação SM, com o apoio técnico da Comunidade Educativa CEDAC, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) que trabalha desde 1997 pela melhoria das condições de aprendizagem nas redes públicas.

2. Quais são os pilares do Myra?

Escolas, voluntários e famílias constituem os pilares do programa.

Escolas: identificam as necessidades das crianças.
Voluntários: fundamentais para garantir o acompanhamento individualizado da leitura.
Famílias: permitem que a criança valorize e estabeleça um vínculo afetivo com a leitura.

3. Quais crianças podem participar?

O programa Myra busca apoiar o aprimoramento das competências leitoras de estudantes de 4º a 6º anos, do ensino fundamental, de escolas públicas brasileiras. Sugerimos que a escola faça a seleção e recomendação das crianças que participarão do programa, uma vez que a instituição conhece as necessidades e o nível de compreensão leitora de cada uma delas.

4. Como é uma sessão de leitura promovida pelo programa Myra?

Trata-se de uma sessão de tutoria no formato um a um, em que um voluntário lê com uma criança a partir do nível de conhecimento que ela tem. Esse voluntário promove situações de leitura, usando diversos materiais de apoio oferecidos pelo programa e criando um diálogo acerca daquilo que foi lido, de forma a possibilitar um espaço de interação e ampliação de competências leitoras. A sessão dura uma hora, sendo 10 minutos de introdução, 40 minutos de atividade de leitura e 10 minutos de fechamento.

5. O que é preciso para ser um voluntário?

Para ser um voluntário é preciso saber ler em português e ter a vontade de acompanhar a evolução escolar de uma criança.

6. Qual é o papel do voluntário no processo?

O voluntário é considerado uma peça-chave no processo, um modelo positivo de leitor para a criança. Sua atenção motiva a criança e permite que ela desenvolva suas capacidades.

7. Como é feita a formação do voluntário?

O voluntário participa de uma formação inicial, em que se discute a importância do papel do tutor, assim como diversas estratégias e recursos para o trabalho com a leitura. Ele também recebe diversas opções de formação continuada para o desempenho de suas ações e tem acesso a uma série de materiais de apoio.

8. Qual é o papel da escola no programa Myra?

Além de sediar as experiências de leitura, a escola ajuda a identificar as crianças que vão participar do processo e articula os atores envolvidos. A escola também pode mobilizar as famílias e o entorno para a constituição de uma comunidade leitora, promovendo o Myra e outras ações de leitura.

9. Como a família pode participar?

O apoio da família é fundamental para a valorização da experiência leitora da criança. Os pais têm papel essencial no apoio ao desenvolvimento escolar dos filhos e podem colaborar para que eles se tornem leitores cada vez melhores!

10. Como criar uma rede de parceiros no entorno?

A escola e os voluntários podem programar atividades em grupo com todas as crianças e oferecer sessões extracurriculares de estímulo à leitura, indo além das atividades em dupla no formato 1x1. O aprendizado em grupo também é muito valioso! Essa é uma boa maneira de despertar o interesse para as sessões do programa Myra.

11. Que materiais podem ser utilizados nas sessões de leitura do programa Myra?

A criança pode aprimorar a habilidade de leitura a partir dos materiais que circulam socialmente. Manuais de jogos, revistas, sites, enciclopédias, músicas, álbuns e livros de contos são algumas possibilidades. A ideia é descobrir os interesses da criança e selecionar materiais que contribuam para que ela desfrute do ato de ler.
O programa Myra disponibiliza materiais de apoio e orientações para as atividades nas sessões de leitura e na escola.

12. Como é feita a avaliação dos resultados?

Disponibilizamos testes para avaliar os níveis de compreensão leitora que são utilizados no começo e ao final de cada etapa. Além disso, há uma avaliação qualitativa disponível para para todos os envolvidos. As avaliações representam um termômetro para o programa, além de uma oportunidade de ouvir as famílias, as crianças, os voluntários e os educadores.

Ouvir texto

Ficou interessado no Myra? Deseja saber mais sobre nossa atuação? Quer compartilhar uma ótima experiência de leitura? Gostaria de enviar uma sugestão para melhorar o programa? Pensou em participar?

Preencha o formulário e entraremos em contato.

contato@fundacaosmbrasil.org





Receba nossas novidades por email